Segurança

Entenda como funciona o airbag e conheça alguns mitos sobre o item de segurança

Em 2014, todos os veículos produzidos no Brasil passam a sair de fábrica com o equipamento

De acordo com dados do Centro de Estudos Automotivos (Cesvi), 3.426 vidas poderiam ter sido salvas se os carros envolvidos em acidentes entre 2001 e 2007 tivessem airbags. Graças ao equipamento, 490 brasileiros sobreviveram em acidentes entre janeiro e agosto de 2010. E esse número vai crescer: até 2014, todos os carros produzidos no Brasil deverão sair da fábrica com o item de segurança.

Entenda como funciona o airbag e conheça alguns mitos sobre o item de segurança

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que são airbags
Airbags são bolsas que inflam rapidamente em caso de acidentes, protegendo cabeça e toráx dos passageiros contra impactos em partes do veículo e entre os próprios ocupantes. É prios ocupantes. É comum pensar que o equipamento é acionado quando ocorre a batida, mas o professor de engenharia mecânica da PUC-RS João Carlos Pinheiro Beck explica que o sistema funciona a partir da variação brusca de velocidade. "A colisão gera uma desaceleração violenta, e é isso que aciona o sensor", esclarece.

O sensor identifica quando a velocidade varia pelo menos 20 quilômetros por hora em um curto espaço de tempo - como em uma colisão. O dispositivo é uma das três partes principais do airbag. Além dele tem-se a bolsa, que infla, e os elementos químicos, que reagem para fazê-la encher.

A partir do sinal elétrico do sensor, inicia-se a reação química entre nitrato de potássio e nitreto de sódio. Os compostos oxidam, formando nitrogênio, gás que se expande a uma velocidade de aproximadamente 300 quilômetros por hora e infla a bolsa em menos de um segundo.

No momento em que o airbag abre, percebe-se a presença de uma nuvem de pó branco no interior do carro. Esse pó nada mais é do que o talco usado para evitar que as dobras do saco de nylon grudem e dificultem a abertura em caso de acidente. "A bolsa é cheia de furinhos, e começa a desinflar logo depois de encher", continua o professor.

Entenda como funciona o airbag e conheça alguns mitos sobre o item de segurança

 

 

 

 

 

 

 

 

Locais possíveis
Os airbags para os ocupantes da frente ficam no volante e no painel. Para os passageiros no banco traseiro, as bolsas podem estar no encosto dos assentos frontais ou nas portas laterais de trás. Há ainda os instalados na parte central do assento traseiro, para proteger os passageiros de se baterem entre si em caso de capotamento ou batida lateral. Também para essa situação, pode-se ter airbags laterais para motorista e carona.

Pode-se citar também as bolsas tipo cortina, instaladas na tampa do porta-malas. Este modelo serve para impedir que os estilhaços do vidro temperado traseiro, principalmente em colisões laterais, atinjam atinja os ocupantes dos assentos de trás do veículo.

Ainda assim, machuca
Ainda que proteja contra lesões que poderiam ser fatais, o airbag pode causar ferimentos suaves aos passageiros. Isso porque, mesmo que seja uma bolsa inflada, não deixa de ser uma superfície contra a qual o ocupante do veículo tem um choque forte. Queimaduras e hematomas leves são comuns quando o equipamento de segurança é acionado.

Os pequenos ferimentos causados pelo airbag podem acabar sendo mais graves se os passageiros não estiverem de cinto, que também serve para diminuir a aceleração do corpo e os efeitos do impacto. Sem o uso da proteção, a violência da batida é toda aplacada pela bolsa de ar. "O impacto com o airbag nunca é confortável, e sem o cinto se torna pior", explica Beck.

Para minimizar a chance de um machucado em função da bolsa, algumas empresas já desenvolvem airbags que conseguem interpretar o quanto devem encher a partir do o peso do passageiro. Outro artifício das fabricantes é fazer a tampa do compartimento da bolsa com encaixe na parte superior, para que, no momento em que o saco de nylon encher, a proteção seja arremessada em direção ao teto, e não para cima do passageiro.

Entenda como funciona o airbag e conheça alguns mitos sobre o item de segurança

 

 

 

 

 

 

 

 

Cuidados
Algumas posturas de condutor e caronas também podem evitar danos maiores em caso de acidente e acionamento do airbag.

- Passageiros devem manter o corpo mais afastado dos locais onde estão os compartimentos de airbag frontais;

- Motoristas deve manter as mãos na extremidade do volante, para que o airbag possa abrir sem dificuldades; essa postura deve ser mantida mesmo em curvas, quando muitos condutores cruzam os braços - se o acidente for nesse momento, o airbag pode causar lesões graves;

- Caronas não devem colocar os pés sobre o painel; além de dificultar a abertura do compartimento, a expansão da bolsa pode causar ferimentos no passageiro que estiver com a pernas no caminho da inflagem do airbag;

- Não se deve viajar com objetos que, em caso de acionamento do sistema, possam causar ferimentos no impacto com a bolsa; o cuidado serve para coisas no colo, nas mãos e na boca dos ocupantes do veículo;

- Não se deve, também, colocar adesivos ou quaisquer materiais que dificultem a abertura do compartimento do airbag;

- Qualquer tipo de manutenção no sistema de airbags deve ser feito em uma oficina credenciada pelo fabricante e de acordo com o detalhamento do manual do carro.

O airbag só funciona uma vez, e após acionado precisa ser substituído - o que, muitas vezes, implica na troca de outras peças de painel e volante, e seus respectivos custos.

 

Leia mais
>> Entenda como funcionam seus freios
>> Ofertas de carros com airbag no RS e em SC

Fonte: DÉBORAH SALVES  -  Pense Carros
Comente: